THE UNBORN FEST 2016

unborn fest 2016

 

THE UNBORN FEST promove sonoridades alternativas na ilha Terceira

O festival THE UNBORN FEST abre este ano portas à internacionalização com a participação dos holandeses DEEM INDEX na primeira noite de um evento que se realiza nos dias 25 e 26 de Março no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo. Com a parceria indispensável da autarquia local, o evento engloba ainda a actuação de quatro projetos regionais e a recolha de bens indiferenciados com destino à associação de proteção dos animais «Recomeço».

Com uma década de experiência, os DEEM INDEX deslocam-se pela primeira vez a Portugal para uma data única, onde a estreia «Vain // Void» dará o mote a uma actuação em que a vertente melódica do death metal, popularizada por bandas como IN FLAMES e SOILWORK, tratará as melhores memórias aos apreciadores do género. Sem, no entanto, encerrar a sua criatividade num só espectro, o quinteto de Arnhem garante diversidade ao longo do seu repertório, com abordagens ao thrash metal, New Wave Of British Heavy Metal, metal moderno e até glam rock.

Como consequência, estas características conferem-lhes uma personalidade híbrida capaz de aproximar vários públicos e evitar alguns estereótipos, como comprova algumas das reações da imprensa internacional: “Isto é death metal mesmo para quem não gosta do género”. Com o objetivo de promover artistas fora do círculo mainstream, com especial atenção aos projetos açorianos, e numa altura em que a música de autor carece do devido apoio no circuito regional, a organização do THE UNBORN FEST está também em condições de adiantar a participação dos HUMAN HATE na segunda noite do evento. O projeto terceirense é uma criação de Tiago Alves e Nelson Leal que em 2013 decidiram adotar uma linguagem mais extrema dentro de um currículo pessoal que até então circunscrevia-se à musicalidade mais harmoniosa dos ANOMALLY.

Inicialmente cogitado para ser um projecto de email: geral@theunbornfest.com www.theunbornfest.com estúdio, os dois intérpretes não resistiram à sedução de subir a um palco e com o EP «Chapter 13 - We Came For Blood» sagraram-se vencedores da edição 2014 do Concurso Angra Rock. Desde então a sua formação estabilizou com as colaborações de Luís Brum [ANOMALLY], Bruno Moniz [ART CAPITAL] e Nuno Costa [SANCTUS NOSFERATU, STAMPKASE] e promete novo registo no presente ano, com a plateia do THE UNBORN FEST a poder conferir algumas dessas novidades no dia 26 de Março.

O THE UNBORN FEST realizou-se pela primeira vez em 2015 com a participação dos projetos açorianos ANOMALLY, WEPARASITES, PALHA D’AÇO, ART CAPITAL, MUFASA e ABUTRE SUICIDA. O arrojo da iniciativa passa por potenciar a diversidade cultural, as artes alternativas e o convívio entre músicos e público das mais diversas gerações.

A organização move-se na tentativa de recuperar alguma da velha tradição, em que várias formas de expressão musical marcavam a agenda cultural açoriana, configurando um cenário propício à criação livre, espontânea e evolutiva. As contingências da crise económica suscitaram uma monopolização do mercado, agudizando as diferenças entre artes populares e artes alternativas, fechando-se assim o cerco à originalidade e irreverência. Fazendo jus à máxima “A arte começa onde a imitação acaba”, do célebre dramaturgo britânico Oscar Wilde, a organização do THE UNBORN FEST compromete-se assim a primar pela diferença e estimular o princípio da arte como processo de emancipação individual e devidamente desassombrado de interesses meramente capitalistas. Aliando a isso o apelo ao cumprimento dos nossos deveres cívicos, o THE UNBORN FEST orgulha-se de poder contribuir para causas sociais e proporcionar aos artistas regionais a devida oportunidade de desenvolverem um pensamento próprio e construtivo.