MISS LAVA | REVIEW Sonic Debris

MISS LAVA | REVIEW Sonic Debris

Chegou o “Sonic Debris” o successor de “Red Supergiant” (2013) e “Blues for the Dangerous Miles” (2009). Dos MISS LAVA.

A banda composta por Johnny Lee (voz), K. Raffah (Guitarra), J. Garcia (Bateria) e Ricardo Ferreira (Baixo), apresenta este novo trabalho escrito pela pena de Johnny Lee.

O álbum contem a participação de Tiago Jônatas nos temas “I´m The Asteroid” e “In A Sonic Fire We Shall Burn”, Rui Guerra participa na intro “The Silent Ghost Of Doom”, no disco participam ainda Marco Resende no tema “Another Beast is Born”, Salvador Gouveia também participa no mesmo tema com a sua voz santanica e Fernando Matias que se junta com a sua guitarra no tema “In A Sonic Fire We Shall Burn”.

Este novo trabalho do MISS LAVA teva na produção Fernando Matias e a propria banda, com o ArtWork de Jose Mendes.

Este novo álbum assim que o comecei a ouvir transportou-me para um ambiente de boa música de Heavy Rock. Na minha opinião é um trabalho bem amadurecido, por os MISS LAVA não gravam um álbum só para apresentar trabalho mas sim para nos presentiar com um bom trabalho, todod os membros da banda já tem muita experiencia e isso nota-se na execução.

 Toda a história escrita e construida pelo Johnny Lee neste álbum tem um fio condutor embora se possa a ouvir de modo aleatório o melhor é deixar tocar do principio ao fim e deixar-nos levar pelo seu som refrescante no nosso panorama musical.

 Os MISS LAVA estão no escalão de banda de culto, já não devem creditos a ninguém, tem a sua legião de fans, tem o seu som caracteristico, são em suma uma banda que já tem o seu espaço no nosso meio.

 Em nada ficam atras do que se faz lá fora e não seria de estranhar se este seu álbum fosse um hit fora de fronteiras. Está tudo o que é preciso, boas letras, boa melodia, grandes arranjos, melhor produção, este é o álbum que obrigatóriamente eu queria ter, já fazia falta.

Indo por temas devo de confessar que não foi facil encontrar o meu tema preferido, mas avanço um o “In A Sonic Fire We Shall Burn”.

Pela sua simplicidade de som é sem duvida o tema que mais me cativou e que mais vezes roda no leitor, sem qualquer desprimor pelos restantes que como disse anteriormente não é facil ter um só tema favorito no meio de dez.

Deixo aqui os meus parabéns aos músicos e a toda a equipa tecnica que tronaram possível este trabalho, como já tinha dito a algumas pessoas é um álbum refrescante e que dá gozo ouvir.