MACHINERGY Lançam EP "Sangre y Matanza"

MACHINERGY Lançam EP "Sangre y Matanza"



Os MACHINERGY acabam de lançar um novo trabalho. Depois das capas preta, azul e verde, chegou agora a vez da capa... vermelha!

"Sangre y Matanza" é o título do novo EP de MACHINERGY, power trio oriundo de Arruda dos Vinhos, Portugal.



Constituído por dois novos temas – "Matanza" e o instrumental "Sangre" –, este trabalho de MXN vem depois do álbum de 2014, "Sounds Evolution".

A sonoridade apresentada em 2018, enquadra-se na linha habitual da banda, uma mistura de thrash com death metal e dentro da identidade da banda mas procurando sempre algo novo e diferente.

"Estas músicas são uma forma de MACHINERGY dizer "presente" na cena metálica. O último álbum é de 2014 e sentimos que era altura de voltar às edições originais.", afirma Rui Vieira, vocalista e guitarrista de MACHINERGY. 

Mais algumas palavras de Rui...

"Matanza" é um hino à guerra e à maldade humana. A música é como um rolo compressor, semelhante a um tanque. "Sangre" é a consequência dessa chacina, do domínio dos senhores da guerra, da opressão dos povos."

"Temos sempre algumas coisas comuns nos nossos lançamentos: uma cor de capa diferente e um objecto relacionado com música. Na capa, temos um canhão de um tanque a disparar. Na contracapa, temos a mesma imagem mas transformada num disco de vinil. Temos também o 4.º instrumental! 4 lançamentos, 4 instrumentais! Gostamos destes pormenores, ajudam a banda a criar a sua própria identidade."

Os MACHINERGY lançaram até ao momento, dois álbuns de estúdio, "Rhythmotion" [2010] e "Sounds Evolution" [2014], o EP "Rhythm Between Sounds" [2012] e o single "I Don't Care" (Ramones) [2015].

*** Ficha Técnica EP ***

MACHINERGY
"Sangre y Matanza"
EP 2018 

1. Matanza 04:13
2. Sangre (instrumental) 02:52

Edição de Autor (Digital) © + ®
Música por MACHINERGY
Letra "Matanza" por Rui Vieira
Artwork por Helder Rodrigues 
Foto por Pedro Almeida
Produzido por MACHINERGY
Misturado e Masterizado por Paulo Vieira

MXN 2018
Rui Vieira: Guitarra e Voz
Helder Rodrigues: Bateria
Nuno Mariano: Baixo