Entrevista exclusiva com os Mad Sneaks (Brasil)

 

MAD SNEAKS – SOM DO ROCK

 

SdR – Boas para começar quero agradecer a vossa disponibilidade para esta pequena entrevista. Podem dizer aos nossos leitores, como surgi-o a ideia de formarem a Banda?

Já fazíamos nossos ensaios por volta de 2007, mesmo ainda não tendo nada concreto sobre o destino da banda nesta época, sempre nos interessamos em compor nossas próprias canções desde o inicio.

No começo ainda não tínhamos baixista. Costumávamos assistir alguns ensaios de outras bandas e em um destes, conhecemos Adriano, que logo notamos o quanto curtíamos os mesmo estilos de sons, marcamos então de nos reunir para um ensaio e desde no primeiro momento houve uma energia e um clima que parecia que já nos conhecíamos há anos. As coisas foram se encaixando, as canções foram tomando forma e surgindo outras novas, até que em 2009 foi selada oficialmente a formação da banda, com nosso primeiro show. Desde então seguimos trabalhando duro para que o Rock'n Roll aconteça.

SdR– Algum motivo especial para a escolha do Nome e porquê?

A banda adotou o nome Mad Sneaks como um “sinal” em especial, devido a forma como foi sugerido por um dos integrantes da banda.

Estávamos reunidos para definirmos um nome para a banda e tomando alguns pileques, chegamos a um alto nível de embriaguez sem nenhum resultado para o nome. Encerramos a reunião e fomos para nossas casas, mas um dos integrantes chegou totalmente bêbado em casa e foi ver TV sem nenhuma pretensão e sintonizou em um programa que estava rolando uma dança sensual com uma mulher e uma cobra albina, ele achou tudo muito atraente e teve a "brilhante" ideia de sugerir o nome Mad "SNAKES" (cobras loucas), mas sob os efeitos do álcool, em seu auge de embriaguez, enviou uma mensagem de celular para os outros integrantes da banda, mas acabou escrevendo errado,  ao invés de escrever SNAKES escreveu SNEAKS. A situação foi tão estranha e engraçada que adotamos definitivamente o nome MAD SNEAKS. Mas para nós, este nome não tem nenhum tipo de significado literal de tradução e se não estivéssemos bêbados naquele dia, muito provavelmente não teríamos escolhido este nome.

SdR – Podem mencionar quais foram/são as vossas influências musicais? Quais são as bandas ou músicos que vos influenciaram.

Temos influências por varias bandas da década 80 e 90 de Punk, Grunge como The Virginmarys, Social Distortion, Helmet, Rancid, Pearl Jam, Alice in Chains, Local H, dentre várias outras, mas a banda que realmente nos fez interessar em compor de nosso próprio jeito, com a sinceridade que acreditamos, com certeza foi o Nirvana. No geral, gostamos de Rock'n roll e de varias de suas vertentes. Sempre gostamos de ouvir novidades no rock e esperamos que sempre surja cada vez mais coisas sinceras.

SdR – A banda já tem um longo histórico desde 2009, Incógnita é o primeiro CD álbum da Banda, lançado em 2013. Como sentiram trabalho?

Foi um trabalho árduo para a conquista desse álbum e isso o torna ainda mais gratificante e prazeroso para nós que sempre fizemos o que gostamos de verdade, da nossa maneira, com nossos recursos. O Incógnita foi muito bem recebido por todos os lugares que passamos, sempre tivemos um excelente retorno do público em geral.

Tivemos a felicidade de conseguir lançar o álbum também na versão em Vinil, sendo produzidas 250 cópias, que foram numeradas a mão e para nossa surpresa, se esgotou ainda na pré-venda o que havia disponível. Foi ótimo e somos gratos pelos fãs que temos por toda parte.

SdR – Como se definem a vocês próprios como Banda, em relação á vossa sonoridade?

Somos sinceros em nossas canções, tudo que transmitimos e expressamos é de forma verdadeira e da maneira que acreditamos. Para nós, a música sincera consegue se expressar de forma honesta e transparente, quando se ouve a melodia e já flui alguma identificação com ela. Tudo é questão de sintonia e estado de espírito. Valorizamos mais canções que priorizam o sentimento do que as técnicas e isso tem conquistado um número significativo de fãs sinceros para banda, que conseguem entender e sentir a proposta que apresentamos. Isto é a coisa mais importante que uma banda pode conquistar, um publico fiel e que entende seu trabalho.

SdR – Planos para um futuro próximo? Podemos um dia ver os Mad Sneaks em Portugal?

Já estamos caminhando para o segundo álbum que promete muita coisa nova, algumas ousadias, mas sempre como as musicas do Mad Sneaks devem ser, sinceras. Vai ser uma explosão sonora, isso podemos garantir. Já trabalhamos para uma turnê pela Europa e é claro que Portugal não ficará de fora. Sempre temos bons retornos de fãs de rock do mundo todo e isto ajuda a nos mover e a querer levar nossa musica para todos os cantos do planeta.

 SdR – No Brasil como acham que está a ser a aceitação do vosso trabalho?

Foi muito receptivo nosso primeiro álbum! Chegou a nos surpreender. Fizemos inúmeros shows, passando por festivais de renome e dividindo palco com grandes bandas do cenário do rock, recebemos premiações com nossos clipes e os mesmos circulam por vários veículos de comunicação musical e estamos o máximo que conseguimos na estrada para divulgar este trabalho e levar diversão e rock por onde passarmos.

SdR – A vossa estratégia de internacionalização já está definida? Passa pelo Continente Europeu de forma completa ou só pelos países anglófonos?

Estamos trabalhando duro para nossa primeira turnê fora do Brasil e queremos abranger todos os lugares que tenha admiradores de Rock. Para nós o Rock’n Roll é uma linguagem universal, sem distinções, somos todos iguais e unidos pela mesma causa. Quando a música é pura e verdadeira, ela é capaz de unificar qualquer idioma.

SdR – Conhecem alguma Banda de Rock/Metal Portuguesa? O que acham da cena Rock/Metal em Portugal?

Conhecemos algumas bandas sim, como por exemplo, a Moonspell que inclusive tocarão na edição Brasileira do Rock in Rio. Sempre ficamos felizes de ver bandas que trabalham duro sendo reconhecidas e tendo seu devido espaço para mostrarem seus trabalhos, não importa de onde sejam, desde que tenham um trabalho sincero, devem ser reconhecidas, ouvidas e respeitadas.

SdR – Querem deixar alguma mensagem?

Muito obrigado ao Som do rock pelo o espaço e pelo esforço e dedicação em levar o rock avante sempre. Sabemos que esta não é uma tarefa fácil.

Obrigado a todos que curtem nossas musicas e ajudam a divulgar nossos trabalhos. E aos quem não conhecem nosso som, que provem o álbum “INCÓGNITA”.

Viva o Rock’n Roll, a linguagem universal da expressão de sentimentos.

Nos vemos na estrada...