Entrevista a Miguel Freitas - Requiem Laus

Miguel Freitas (Requiem Laus) em entrevista ao Som do Rock

 

Miguel quero agradecer a tua disponibilidade para esta pequena entrevista.

 

SdR – Fala-nos um pouco de ti. Quem é o Miguel no seu dia a dia?

Eu sou o Miguel que gosta imenso de musica, tenho o meu trabalho, minha família, e aproveito a vida, desfrutá-la no máximo, nada de mais 😊

 SdR – Quando é que descobriste a paixão pela música? e em especial pelo Metal?

Eu  tinha +- 10 anos (1982) comecei ouvir musica na radio, na tv, mas tinha um gosto especial. Não era qualquer musica que agradava-me, tinha de ter algo mais…. 😊 Um dia descobri um programa na radio que passava metal, foi ai que comecei ouvir e a gostar muito  .

SdR –  Lembraste de como foi quando tiveste a ideia de que querias ser músico e fazer disso a tua arte?

Eu nunca pensei ser musico ou ter uma banda, nunca foi um sonho. Eu gostava e gosto imenso de musica. Tudo veio de maneira natural, um dia comprei uma guitarra e comecei a puxar as cordas… lol

 SdR – Ao fim de alguns anos como músico de Metal o que é que achas que mudou, desde que começaste?

O que mudou mesmo do inicio até o presente, é que existe imensas bandas, imensa musica e nós como consumidores da mesma torna-se complicado acompanhar….

 SdR – És da Madeira, o que pode levar muita boa gente a pensar que por serem ilhas tudo é diferente (em termos musicais) sentes essa diferença?

Não, não acho, acho que tem mais a ver com a inspiração de cada um.

SdR - Se não tivesses sido músico o que achas que terias seguido?

Adoro Ténis, Tenista 😃

 SdR – Os Requiem Laus são a tua banda. O que os move?

Sim, é a paixão pela a música!!!!!!

SdR – Além da tua atual banda (Requiem Laus) tens mais algum projeto em estudo?

 Não tenho, as energias todas são para RL 😃

 SdR – Com vinte e sete anos de carreira os Requiem Laus estão bem e recomendam-se, tem vários trabalhos incluindo Demos e CD´S. Este ano sai “LAST WINTER”, o que nos podes contar acerca dele?

Este ultimo EP “ Last Winter”  acho que ficou muito bom, foi um trabalho que nos deu muito prazer em gravar e aconselho a todos a ouvir.

SdR – Quais são os planos futuros? Podemos saber?

Passa por actuar ao vivo, e preparar o novo trabalho com saída, ainda este ano.

SdR – Tendo uma carreira já bem composta com muitos anos de trabalho, que conselhos deixas aos mais novos que se estão a iniciar?

Deixar tudo acontecer de maneira  natural, não forçar nada, deixar fluir,  o mais importante é gostar de nós próprios e  fazer o que mais gostamos. O caminho é sempre em frente.

SdR –Tem planeados alguns concertos no continente, o que podemos esperar dos Requiem Laus para o ano de 2017?

Não temos nada infelizmente, já fizemos alguns contactos, mas ainda não obtivemos  respostas. Vamos aguardar.

SdR – Para finalizar esta pequena entrevista queria a agradecer a sua disponibilidade e pedir se quer deixar uma mensagem final?

 Quero agradecer-te pela esta entrevista Paulo e a todos que acompanham Requiem Laus ao longo destes anos. O Nosso grande Obrigado, abraço.

 

Miguel Freitas & Requiem Laus