Cris Delyra: nova versão de “Crazy Train” de Ozzy

 

                            

Cris DeLyra é cantor, guitarrista, compositor, arranjador e produtor musical do seu trabalho. Além de músico, trabalha profissionalmente na parte técnica de som, atua como técnico de PA e monitor, gravação, mix e master. Busca uma identidade sonora particular e tenta expressar isso não só nas suas canções, mas em releituras de artistas consagrados que ele e sua banda tocam nos shows. Para desenvolver os arranjos, costuma trabalhar sozinho.

Geralmente, começa com a estrutura da música na guitarra. A partir daí, programa bateria usando o software BFD2. Tendo a guitarra base e a bateria pronta, cria as linhas de baixo e grava em seguida. Com a formação clássica do rock montada, grava-se os solos e overdubs de guitarra, na sequência a orquestração, que é toda feita com teclados usando sampler virtual (EWQL e Symphobia). A partir daí, é gravada a voz principal, os backins harmonizados e corais.

Cris comenta: “Para a música Crazy Train do Ozzy, a intenção era não mudar a identidade original do arranjo, já que Randy Rhoads é uma enorme influência guitarrística minha e um clássico como esse não pode ser muito alterado.”

Suas modificações forma basicamente uma bateria com frases e levadas mais modernas, pois o leve arranjo orquestral para colorir mais e passar uma sensação mais “cinematográfica”. A sua personalidade vocal, alterando sutilmente a melodia e interpretação para uma linguagem mais própria. Esta é uma pré-produção e é assim que o artista leva seus novos projetos para sua banda. Em breve, músicas autorais e releituras vão ser gravadas ao vivo com seus novos músicos Bruno Coelho (bateria) e Yves Aworet(baixo).