Amplifest 2016 com novas confirmações

O AMPLIFEST 2016 tem nove novas confirmações para o alinhamento

amplifest 2016

Depois dos seminais Neurosis, que finalmente se estreiam em Portugal após 30 anos de uma carreira ímpar, dos post-rockers Japoneses MONO, da revelação Anna Von Hausswolff, que tem vindo a esgotar salas pela Europa fora, e da coqueluche da electrónica experimental Roly Porter, o Amplifest revelou, durante a passada semana, nove novos nomes para o alinhamento. PrurientOathbreaker,Caspian e Minsk são apenas algumas das novas adições.

De novo sob o lema “Não é um festival, é uma experiência” o Amplifestregressa ao Hard Club a 20 e 21 de Agosto e terá, entre outros, a estreia em solo português dos lendários Neurosis e o regresso dos japonesesMONO como motivos de celebração. A cantautora e organista suecaAnna Von Hausswolff, de quem se tem observado uma ascensão mediática imparável, e o experimentalista britânico da electrónica Roly Porter estavam também já previamente anunciados como parte do alinhamento.

As novidades no cartaz são de peso:  Prurient, o mais destrutivo dos alter egos de Dominick Fernow (Vatican Shadow, Cold Cave, Ash Pool, etc) assombrará o Hard Club com a sua electrónica distorcida e industrial;  os Minsk, que regressam de um hiato com o seu post-metal de forças retemperadas e com The Crash & The Draw para apresentar, e os belgasOathbreaker, membros do misterioso colectivo artístico Church of Ra e que se encontram de momento a captar o terceiro disco, que se prevê firmar cada vez mais a banda como uma das forças motrizes do hardcoremoderno; a facção post-rock do cartaz ganha também duas novas entradas, com os incontornáveis Caspian de regresso a Portugal e a estreia dos Israelitas Tiny Fingers, que adicionam ao género um balanço que os faz roçar o rave; pela primeira vez de sempre na Europa, osKowloon Walled City – que circulam nas fronteiras do sludge e do pós-hardcore e que são parte do catálogo da Neurot Recordings – apresentam o aclamadíssimo disco Grievances;  o negrume e a sombra estão também reforçados com a adição dos Australianos Hope Drone, uma das promessas-já-certezas do post-metal mais obscurantista, com o regresso ao Amplifest dos Downfall of Gaia, depois de um concerto marcante na edição de 2013, e com os bascos Altarage, cujo primeiro disco NIHL é uma das surpresas do ano e que têm no Amplifest o seu primeiro concerto confirmado de sempre.

O cartaz do Amplifest não está fechado, estando planeados novos anúncios para as próximas semanas.

A experiência Amplifest estende-se ainda aos dias 19 e 22 de Agosto, com o descerrar do pano a ter lugar na Cave 45 com os franceses Aluk Todolo, e a despedida a ficar a cargo de Steve Von Till, no Passos Manuel.

Os bilhetes para a Weekend Experience custam 75€ e para a Extended Experience, que englobam os concertos de 19 e 22 de Agosto, custam 89€, estando limitadas a 200 ingressos. Ambas as modalidades estão disponíveis via AMPLISTORE, e os bilhetes para a Weekend Experience podem também ser adquiridos nas lojas Hard Club, Louie Louie, Matéria Prima, Piranha, Bunker Store e Black Mamba, no Porto, e Flur, Glamorama e Vinil Experience, em Lisboa.